sábado, 25 de agosto de 2012

Cachecol em Tricô: Ponto Seafoam Modificado


Gente mais um cachecol em tricô! Desta vez o ponto é o Seafoam, mas diminui o número de laçadas para que o desenho do ponto ficasse mais definido. Não é que o ponto original não seja bonito, mas eu quis fazer um trabalho diferente.
Então vamos lá:

Ponto Seafoam Modificado
Colocar um número de pontos múltiplo de 10 + 6 e trabalhar da seguinte forma:
Carr. 1: toda em tricô
Carr. 2: toda em tricô
Carr. 3: 6 tricôs, *1 laçada, 1 tricô, 2laçadas, 1 tricô, 3laçadas, 1 tricô, 2 laçadas, 1 tricô, 1 laçada, 6 tricô*
Carr. 4: toda em tricô, deixando cair as laçadas.
Carr. 5: toda em tricô
Carr. 6: toda em tricô
Carr. 7: 1 tricô, *1 laçada, 1 tricô, 2laçadas, 1 tricô, 3laçadas, 1 tricô, 2 laçadas, 1 tricô, 1 laçada, 6 tricô*
Carr. 8: como a carreira 4

Repetir o padrão de 1 a 8.

Para esse cachecol, usei um novelo do fio Premiun e agulhas 5,5. O trabalho tem 1,70 cm de comprimento, fora as franjas de 16 cm.

Beijos!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Cachecol em Tricô: Ponto Trigo



Terminei mais um cachecol! Adoro tricotar cachecóis, porque eles não têm mistério, não demoram a ficar prontos e não nos dão tempo de enjoar do trabalho. O resultado é que eles começam a se acumular; ainda bem que são bons presentes ou relativamente fáceis de vender.


Enfim... Este foi feito em Ponto Trigo, que é um ponto fechado e que dá ao trabalho um aspecto de manta, assim como o Ponto Areia, o Ponto Arroz e o Arroz Duplo. E como esses, o trabalho também leva mais tempo, mas o rendimento do fio é grande. Com apenas um novelo de 100g, fiz o cachecol com 190cm, fora as franjas.
Então vamos a receita...


Ponto Trigo

Colocar um número par de pontos na agulha (compatível com o fio) e seguir a sequência:
1° carr.:  *1 tricô, 1 meia*
2° carr.:  *1 tricô, 1 meia*
3° carr.:  *1 meia, 1 tricô*
4° carr.:  *1 meia, 1 tricô*
5° carr.: volta à 1°.
Segue assim, até atingir o comprimento desejado. Arrematar todos os pontos e colocar as franjas.



Para esse cachecol, usei 1 novelo do fio Premium e agulha 5,5.

Bom tricô!!!
Beijos!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Amendoim com Chocolate


Gente, esse amendoim coberto de chocolate é uma perdição! Para mim, tem gosto de infância; minha mãe fazia sempre para nossas festinhas juninas e para os dias de jogos da copa do mundo. Lá em casa, essa receita é conhecida como "Amendoim da Copa".
Ele é muito fácil de fazer, embora exija um tiquinho de paciência para se alcançar o ponto.
Vale a pena!

Amendoim com Chocolate

Ingredientes:
500g de amendoim
3 xícaras de chá de água
2 xícaras de chá de açúcar
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de chá de bicarbonato

Modo de preparo:
Coloque todos os ingredientes em uma panela grande (tem que ser uma panela alta, pois, quando o doce ferve, ele sobe e tende a derramar) e mantenha em fogo alto, mexendo sempre, até começar a ferver.

Daí, abaixe o fogo e continue mexendo com uma colher de pau até que a calda seque e os amendoim fiquem soltinhos. Essa parte demora um pouquinho e, embora possa se ter a impressão de que o doce está queimando, não se assuste, apenas continue mexendo.





Depois de pronto, é preciso deixar esfriar bem, para que o amendoim volte a ser crocante.

E então é só degustar. É uma delícia!
Beijos!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Pescoço de Peru com Mandioca



Gente, antes de torcer o nariz, dê uma chance para esse prato. Dispam-se do preconceito, porque eu mesma fiz uma careta quando me falaram dessa carne, o pescoço de peru. Mas arrisquei e ficou ótima. Quem gosta de iguarias como a rabada, vai gostar ainda mais do pescoço de peru, pois o prato fica mais leve, menos calórico e tão saboroso quanto a dita cuja. Além disso, o preço da rabada aumentou demais desde que comê-la em restaurantes ficou chique, enquanto o pescoço de peru pode ser encontrado a um preço bem acessível.

Pescoço de Peru com Mandioca

Ingredientes:
1 e ½ kg de pescoço de peru
1 colher de sopa de tempero pronto
¼ de xícara de vinagre claro
Pimenta do reino a gosto
1 cebola grande picada
2 tomates sem pele picados
1 pimentão picado
2 dentes de alho médios picados
2 colheres de óleo de soja
2  tabletes de caldo de carne
3 colheres de sopa de molho de tomate
2 xícaras de água
½ kg mandioca descascada e cortada em pedaços pequenos
Cheiro verde a gosto (opcional)

Modo de preparo:

Tempere a carne com o tempero pronto, o vinagre e a pimenta do reino e deixe descansar por cerca de 20 minutos.


É importante saber que o pacote de pescoço de peru que encontramos no mercado geralmente não pesa um quilo, então se deve ficar atento. A carne já vem cortada em pedaços de bom tamanho, mas deve-se observar se os pedaços estão completamente separados e livres de pele.




Após os 20 minutos, esquentar o óleo numa panela de pressão grande e refogar a carne até que todos os lados de cada pedaço estejam fritos. Reserve o líquido do tempero. Acrescente a cebola e o alho e frite rapidamente. Acrescente o pimentão, o tomate e o molho de tomate e refogue até que os tomates comecem a desmanchar. Junte os caldos de carne esfarelados, o líquido que temperou a carne e a água. Mexa e tampe a panela de pressão.

A partir daqui, pode-se fazer o prato com ou sem a mandioca. Sem a mandioca, deixe cozinhar por 40 minutos sob pressão em fogo baixo. Se for acrescentar a mandioca, deixe cozinhar sob pressão por 30 minutos, depois abra a panela, junte os pedaços de mandioca e volte a cozinhar sob pressão por mais 15 minutos.

Dado o tempo de cozimento, retire do fogo, acrescente o cheiro verde e sirva em seguida. 





Bom apetite!

Beijos!!!

terça-feira, 29 de maio de 2012

Gorro e Cachecol Infantil em Tricô


Esse conjuntinho de gorro e cachecol fiz para o meu filhote, que tem 4 anos, mas tamanho de 6. O gorrinho segue uma receita básica que uso há anos e que serve para fazer gorros infantis ou para adultos. Já fiz um monte deles!





Esses da foto, fiz, há 2 anos, para doar e aproveitei sobras de fios.





O cachecol foi feito em ponto Ventania, que é muito bacana para cachecóis porque, além de conferir uma aparência unissex ao trabalho, resulta numa peça mais fofa e quentinha. E é facílimo de fazer.
Então vamos às receitas:

Gorro Básico de Tricô
Colocar 74 pontos em agulha compatível com o fio e trabalhar de 10 a 16 cm em ponto barra 2/2. Se trabalhar por 10 cm, o gorro serve para bebês; de 12 a 14 cm, para crianças; e a partir de 16 cm, para adultos.
Em seguida, começar as diminuições:

1° carr.: 1t, *1ms, 14m, 2pjm*, 1t.
2° carr. e todas as pares: toda em tricô.
3° carr.: 1t, *1ms, 12m, 2pjm*, 1t.
5° carr.: 1t, *1ms, 10m, 2pjm*, 1t.
7° carr.: 1t, *1ms, 8m, 2pjm*, 1t.
9° carr.: 1t, *1ms, 6m, 2pjm*, 1t.
11° carr.: 1t, *1ms, 4m, 2pjm*, 1t.
13° carr.: 1t, *1ms, 2m, 2pjm*, 1t.
15° carr.: 1t, *1ms,  2pjm*, 1t.

(Onde, ms= mate simples em tricô e pjm= pontos juntos em meia)

Passar o fio pelos pontos restantes, arrematando-os, e costurar a lateral.
Pronto, esse foi o gorro!
Vamos ao cachecol:


Ponto Ventania

Colocar um número de pontos múltiplo de 3 em agulha compatível com o fio e trabalhar a seguinte sequência, do lado direito e do avesso:

-* Passa 1 ponto sem fazer, 1 laçada, 2pjt*

(Onde, pjt= pontos juntos em tricô).

Seguir com a repetição até o tamanho desejado. Fácil, né?


No caso desse cachecol, coloquei 18 pontos na agulha 5,5 e trabalhei até o comprimento de 1,30m. Ficou compridinho, mas como ele é estreito (8cm), eu o fiz para ser usado dobrado. E, já que era para um menino, optei por não colocar franjas.


Beijos!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Cachecol em Tricô



Pronto! Finalmente vou postar a receita do tal cachecol verde, que eu havia mencionado numa postagem lá atrás.
O trabalho deste ponto fantasia dá um efeito meio esgarçado ao cachecol, deixando-o mais moderninho.
Então, mãos a obra!


Cachecol em tricô

Colocar 20 pontos na agulha e trabalhar 3 cordões de tricô (6 carreiras em tricô, direito e avesso). Daí, começar o ponto fantasia da seguinte forma:

1° carr.: *1T, 2laç* (10 vezes), trabalhar os outros 10 pontos em tricô.
2° carr.: toda em tricô, soltando as laçadas.
3° carr.: toda em tricô
4° carr.: trabalhar os 11 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 9 em espera.
5° carr.: voltar trabalhando os 11 pontos em tricô.
6° carr.: trabalhar os 12 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 8 em espera.
7° carr.: voltar trabalhando os 12 pontos em tricô.
8° carr.: trabalhar os 13 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 7 em espera.
9° carr.: voltar trabalhando os 13 pontos em tricô.
10° carr.: trabalhar os 14 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 6 em espera.
11° carr.: voltar trabalhando os 14 pontos em tricô.
12° carr.: trabalhar os 15 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 5 em espera.
13° carr.: voltar trabalhando os 15 pontos em tricô.
14° carr.: trabalhar os 16 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 4 em espera.
15° carr.: voltar trabalhando os 16 pontos em tricô.
16° carr.: trabalhar os 17 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 3 em espera.
17° carr.: voltar trabalhando os 17 pontos em tricô.
18° carr.: trabalhar os 18 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 2 em espera.
19° carr.: voltar trabalhando os 18 pontos em tricô.
20° carr.: trabalhar os 19 primeiros pontos em tricô, mantendo o último em espera.
21° carr.: voltar trabalhando os 19 pontos em tricô.
22° carr.: trabalhar os 20 pontos em tricô.

Fazer 3 carreiras em tricô (direito e avesso) e recomeçar o ponto fantasia.

Seguir trabalhando essa sequência até o comprimento desejado, lembrando que devem ser feitos um número par de repetições do ponto fantasia, para que o trabalho fique alinhado.

No final, trabalhar 3 cordões de tricô (6 carreiras), arrematar todos os pontos e colocar as franjas.


Para esse cachecol, usei um novelo (100g) do fio Premium e agulhas número 5,5.

Beijos!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Broas de Milho



Vou confessar que, hoje, eu estava planejando postar uma receita de cachecol de tricô. Mas o que é melhor do que as roupas quentinhas de inverno senão as comidinhas propícias para esse friozinho?! Então resolvi publicar primeiro a receita dessas broas de milho, deliciosas para se comer com um café quentinho. Que tal? Vamos lá?

Broas de milho

Ingredientes:
1 xícara de chá de margarina
1 xícara de chá de açúcar
2 ovos
1 pitada de sal
2 xícaras de chá de fubá
3 xícaras de chá de arinha de trigo
2 colheres de sopa de fermento químico
1 colher de chá de erva-doce

Modo de preparo:

Bata a margarina e o açúcar até obter um creme. Junte os ovos e o sal e continue batendo.




Em uma vasilha separada, misture a farinha, o fubá e o fermento.

Acrescente a erva-doce ao creme e misture com uma colher de pau. Vá acrescentando as farinha ao creme até obter uma massa moldável.


Faça as broas e asse em forno pré-aquecido, a 200°C, até que estejam douradas.








Quentes ou frias, com café fresco, são deliciosas.
Espero que gostem!
Beijos!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Reciclagem: Caixinha porta-agulhas


Essa caixinha linda da foto já foi caixa de frutas.
Duvida? Dê, então, uma olhada na madeira que meu marido recicla e usa pra fazê-las.



Depois de desmontadas, as caixas de frutas (essas que se encontra em feiras) rendem não só a madeira, como também o pregos e grampos.






E após serrar, pregar, encaixar e lixar, se chega a esse resultado.



Essa da foto é semelhante ao meu porta-agulhas de tricô antes de ser pintado e foi feita para guardar a flauta da minha filhota. Vou postá-la novamente depois que pintá-la, aguardem...




Como a madeira usada é um tanto rústica, achei melhor usar a técnica de pátina riscada, que acaba por disfarçar as imperfeições da superfície.





O passo-a-passo dessa técnica pode ser visto neste vídeo:





Nesse caso, usei um fundo nivelador branco no lugar da tinta base, porque esse tipo de madeira costuma absorver muita tinta.






O detalhe da tampa foi feito com tinta spray aplicada sobre um stencil de acetato.













Ainda falta o verniz, que planejo passar, mas já gostei muito do resultado.

Beijos!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Reciclagem: Porta-trecos de latinhas





Esse porta-trecos super fashion foi o projeto de reciclagem que minha filhota apresentou na escola. Foi pedido que se reutilizasse embalagens que seriam descartadas em casa e, com a ajuda da família, fosse confeccionado um novo objeto.






Como nossa casa tem um pouco de centro de reciclagem, nós já tínhamos algumas latinhas guardadas; utilizamos duas de molho de tomate e uma de pêssegos em calda.











Para a base, meu marido fez uma bandeja giratória, reaproveitando um pedaço de MDF que foi retirado de um móvel que havia sido descartado.









As latinhas foram pintadas e aparafusadas na base.






E o resultado é esse aí!



Legal, né?
Beijos!!!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Cachecol em tricô


Andei desencaixotando as agulhas e, para variar, fiz... cachecóis. Fiz só esses dois e acabei demorando mais do que o costume, mas agora, começando o frio, quem sabe eu me anime mais.
Vou deixar a receita do cachecol azul e depois posto a do verde, ok?
Então vamos lá...

Cachecol de tricô em ponto Turco.

Colocar na agulha um número de pontos múltiplo de 4 +2. Nesse caso, usei 22 pontos. Trabalhar as 4 primeiras carreiras em tricô.
Na quinta carreira, começar o ponto turco da seguinte forma: 2tricôs, 1laçada e 2pontos juntos em tricô, terminando sempre a carreira com 2 tricôs.


Daí, é só seguir a sequência, no avesso e no direito, até alcançar o comprimento desejado.
No final do trabalho, fazer 4 carreiras em tricô, arrematar todos os pontos e colocar as franjas.

Eu usei um novelo (100g) do fio Premium e trabalhei com a agulha 5,5.

Beijos!!!

quinta-feira, 22 de março de 2012

Bolo de Fubá com Erva-doce.

Esse é um bolo super fácil de fazer e que o pessoal daqui de casa gosta muito. É simples, leve e dá para comer quase sem culpa.


Bolo de fubá com erva-doce


Ingredientes:
3 ovos
2 xic. de açúcar (pus um pouco menos)
2 xic. de farinha de trigo
2 xic. de leite
1 xic. de fubá
100g de margarina (pus 3 colheres bem cheias)
1 colher de fermento químico (pó Royal)
Erva-doce a gosto

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes (pode ser na batedeira), exceto o fermento e a erva-doce. Acrescente os dois últimos ingredientes e mexa delicadamente. Coloque em forma untada e enfarinhada e asse em forno pré-aquecido a 180 graus por cerca de 35 minutos.



Erva-doce é um ingrediente que eu adoro e, nesse bolo, ela dá um toque especial.


Espero que gostem.
Beijos!

segunda-feira, 5 de março de 2012

Casaquinho de Tricô




Esse é mais um presentinho que fiz para a Sofia, que deve chegar em abril.

Eu já havia feito uma manta em tricô para a mocinha, que postei aqui, mas o conjunto era a manta, o casaquinho e os sapatinhos.











Infelizmente, não tive tempo de fotografar os sapatinhos antes de entregá-los, mas deixo a receita deles também.

Importante: A receita do casaquinho traz um ponto fantasia 2, que é uma trança. Ele é trabalhado duas vezes na frente do casaco, formando duas tranças laterais. No meu trabalho, não as fiz; era muita informação para uma roupa tão pequena, achei exagerado. Quem seguir a receita à risca, fará as tranças. Quem não quiser, como eu, é só seguir trabalhando o ponto fantasia 1. Ok?

Beijos.


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Bolo de Café com Chocolate



Antes de mais nada, quero dizer que as imagens não fizeram justiça ao bolo; ele é muito mais do que se pode ver nas fotos.


Dito isso, posso garantir que ele é DELICIOSO! É o primeiro bolo de café, que eu fiz, que realmente tem gosto de café.


Mais uma vez, tive que mudar algumas coisinhas na receita, para adaptá-la aos ingredientes que eu tinha em casa, mas, mesmo assim, deu muito certo.

Bolo de Café com Chocolate
Ingredientes:
2 ovos
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de margarina
3/4 xícara de pó de café
100g de chocolate ao leite derretido
1 xícara de leite
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento

Para a calda:
2 colheres de margarina
1/3 xícara de café pronto
6 colheres de achocolatado

Modo de preparo:
Separe as claras das gemas, bata-as em neve e reserve. Bata as gemas junto com o açúcar e a margarina, até obter um creme homogêneo. Acrescente o leite e a farinha e continue a bater. Em uma vasilha separada, misture o chocolate derretido com o pó de café. Não se assuste, é pó de café mesmo! Acrescente  a mistura do café com chocolate à massa e misture. Incorpore as claras delicadamente e, por fim, o fermento. Asse em forma untada e enfarinhada, em forno pré-aquecido a 180°C, por aproximadamente 45 minutos.
Faça a calda.
Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo médio, mexendo sempre. Deixe ferver até obter uma calda rala. Despeje sobre o bolo ainda quente.

Fica muito bom! 
Experimente! Vale a pena.

Beijos!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Organizador de Quebra-cabeças




Mais uma invenção do maridão para facilitar minha vida: o organizador de quebra-cabeças.


Meu filhote é louco por esse tipo de brinquedo, mas as pecinhas viviam espalhadas ou amarradas em saquinhos.




Daí, veio a ideia da caixinha, onde os vários quebra-cabeças pudessem ficar juntos e... separados. E o melhor, a custo zero; é todo feito de madeira reciclada.


Beijos!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Poncho Infantil



Minha produção de peças em tricô anda meio devagar, mas como eu tenho um monte de coisas no estoque, ainda tenho alguns trabalhinhos para mostrar aqui.





Este poncho eu fiz para minha filha. É o segundo que eu faço seguindo a mesma receita, que encontrei no blog Mitricot.









Desta vez, no entanto, eu substituí as franjas por babados, fazendo cordões de tricô com o Fio Sensual, da Círculo.

Ficou bem bonitinho, né?

Beijos!