quarta-feira, 20 de junho de 2012

Cachecol em Tricô: Ponto Trigo



Terminei mais um cachecol! Adoro tricotar cachecóis, porque eles não têm mistério, não demoram a ficar prontos e não nos dão tempo de enjoar do trabalho. O resultado é que eles começam a se acumular; ainda bem que são bons presentes ou relativamente fáceis de vender.


Enfim... Este foi feito em Ponto Trigo, que é um ponto fechado e que dá ao trabalho um aspecto de manta, assim como o Ponto Areia, o Ponto Arroz e o Arroz Duplo. E como esses, o trabalho também leva mais tempo, mas o rendimento do fio é grande. Com apenas um novelo de 100g, fiz o cachecol com 190cm, fora as franjas.
Então vamos a receita...


Ponto Trigo

Colocar um número par de pontos na agulha (compatível com o fio) e seguir a sequência:
1° carr.:  *1 tricô, 1 meia*
2° carr.:  *1 tricô, 1 meia*
3° carr.:  *1 meia, 1 tricô*
4° carr.:  *1 meia, 1 tricô*
5° carr.: volta à 1°.
Segue assim, até atingir o comprimento desejado. Arrematar todos os pontos e colocar as franjas.



Para esse cachecol, usei 1 novelo do fio Premium e agulha 5,5.

Bom tricô!!!
Beijos!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Amendoim com Chocolate


Gente, esse amendoim coberto de chocolate é uma perdição! Para mim, tem gosto de infância; minha mãe fazia sempre para nossas festinhas juninas e para os dias de jogos da copa do mundo. Lá em casa, essa receita é conhecida como "Amendoim da Copa".
Ele é muito fácil de fazer, embora exija um tiquinho de paciência para se alcançar o ponto.
Vale a pena!

Amendoim com Chocolate

Ingredientes:
500g de amendoim
3 xícaras de chá de água
2 xícaras de chá de açúcar
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de chá de bicarbonato

Modo de preparo:
Coloque todos os ingredientes em uma panela grande (tem que ser uma panela alta, pois, quando o doce ferve, ele sobe e tende a derramar) e mantenha em fogo alto, mexendo sempre, até começar a ferver.

Daí, abaixe o fogo e continue mexendo com uma colher de pau até que a calda seque e os amendoim fiquem soltinhos. Essa parte demora um pouquinho e, embora possa se ter a impressão de que o doce está queimando, não se assuste, apenas continue mexendo.





Depois de pronto, é preciso deixar esfriar bem, para que o amendoim volte a ser crocante.

E então é só degustar. É uma delícia!
Beijos!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Pescoço de Peru com Mandioca



Gente, antes de torcer o nariz, dê uma chance para esse prato. Dispam-se do preconceito, porque eu mesma fiz uma careta quando me falaram dessa carne, o pescoço de peru. Mas arrisquei e ficou ótima. Quem gosta de iguarias como a rabada, vai gostar ainda mais do pescoço de peru, pois o prato fica mais leve, menos calórico e tão saboroso quanto a dita cuja. Além disso, o preço da rabada aumentou demais desde que comê-la em restaurantes ficou chique, enquanto o pescoço de peru pode ser encontrado a um preço bem acessível.

Pescoço de Peru com Mandioca

Ingredientes:
1 e ½ kg de pescoço de peru
1 colher de sopa de tempero pronto
¼ de xícara de vinagre claro
Pimenta do reino a gosto
1 cebola grande picada
2 tomates sem pele picados
1 pimentão picado
2 dentes de alho médios picados
2 colheres de óleo de soja
2  tabletes de caldo de carne
3 colheres de sopa de molho de tomate
2 xícaras de água
½ kg mandioca descascada e cortada em pedaços pequenos
Cheiro verde a gosto (opcional)

Modo de preparo:

Tempere a carne com o tempero pronto, o vinagre e a pimenta do reino e deixe descansar por cerca de 20 minutos.


É importante saber que o pacote de pescoço de peru que encontramos no mercado geralmente não pesa um quilo, então se deve ficar atento. A carne já vem cortada em pedaços de bom tamanho, mas deve-se observar se os pedaços estão completamente separados e livres de pele.




Após os 20 minutos, esquentar o óleo numa panela de pressão grande e refogar a carne até que todos os lados de cada pedaço estejam fritos. Reserve o líquido do tempero. Acrescente a cebola e o alho e frite rapidamente. Acrescente o pimentão, o tomate e o molho de tomate e refogue até que os tomates comecem a desmanchar. Junte os caldos de carne esfarelados, o líquido que temperou a carne e a água. Mexa e tampe a panela de pressão.

A partir daqui, pode-se fazer o prato com ou sem a mandioca. Sem a mandioca, deixe cozinhar por 40 minutos sob pressão em fogo baixo. Se for acrescentar a mandioca, deixe cozinhar sob pressão por 30 minutos, depois abra a panela, junte os pedaços de mandioca e volte a cozinhar sob pressão por mais 15 minutos.

Dado o tempo de cozimento, retire do fogo, acrescente o cheiro verde e sirva em seguida. 





Bom apetite!

Beijos!!!