terça-feira, 29 de maio de 2012

Gorro e Cachecol Infantil em Tricô


Esse conjuntinho de gorro e cachecol fiz para o meu filhote, que tem 4 anos, mas tamanho de 6. O gorrinho segue uma receita básica que uso há anos e que serve para fazer gorros infantis ou para adultos. Já fiz um monte deles!





Esses da foto, fiz, há 2 anos, para doar e aproveitei sobras de fios.





O cachecol foi feito em ponto Ventania, que é muito bacana para cachecóis porque, além de conferir uma aparência unissex ao trabalho, resulta numa peça mais fofa e quentinha. E é facílimo de fazer.
Então vamos às receitas:

Gorro Básico de Tricô
Colocar 74 pontos em agulha compatível com o fio e trabalhar de 10 a 16 cm em ponto barra 2/2. Se trabalhar por 10 cm, o gorro serve para bebês; de 12 a 14 cm, para crianças; e a partir de 16 cm, para adultos.
Em seguida, começar as diminuições:

1° carr.: 1t, *1ms, 14m, 2pjm*, 1t.
2° carr. e todas as pares: toda em tricô.
3° carr.: 1t, *1ms, 12m, 2pjm*, 1t.
5° carr.: 1t, *1ms, 10m, 2pjm*, 1t.
7° carr.: 1t, *1ms, 8m, 2pjm*, 1t.
9° carr.: 1t, *1ms, 6m, 2pjm*, 1t.
11° carr.: 1t, *1ms, 4m, 2pjm*, 1t.
13° carr.: 1t, *1ms, 2m, 2pjm*, 1t.
15° carr.: 1t, *1ms,  2pjm*, 1t.

(Onde, ms= mate simples em tricô e pjm= pontos juntos em meia)

Passar o fio pelos pontos restantes, arrematando-os, e costurar a lateral.
Pronto, esse foi o gorro!
Vamos ao cachecol:


Ponto Ventania

Colocar um número de pontos múltiplo de 3 em agulha compatível com o fio e trabalhar a seguinte sequência, do lado direito e do avesso:

-* Passa 1 ponto sem fazer, 1 laçada, 2pjt*

(Onde, pjt= pontos juntos em tricô).

Seguir com a repetição até o tamanho desejado. Fácil, né?


No caso desse cachecol, coloquei 18 pontos na agulha 5,5 e trabalhei até o comprimento de 1,30m. Ficou compridinho, mas como ele é estreito (8cm), eu o fiz para ser usado dobrado. E, já que era para um menino, optei por não colocar franjas.


Beijos!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Cachecol em Tricô



Pronto! Finalmente vou postar a receita do tal cachecol verde, que eu havia mencionado numa postagem lá atrás.
O trabalho deste ponto fantasia dá um efeito meio esgarçado ao cachecol, deixando-o mais moderninho.
Então, mãos a obra!


Cachecol em tricô

Colocar 20 pontos na agulha e trabalhar 3 cordões de tricô (6 carreiras em tricô, direito e avesso). Daí, começar o ponto fantasia da seguinte forma:

1° carr.: *1T, 2laç* (10 vezes), trabalhar os outros 10 pontos em tricô.
2° carr.: toda em tricô, soltando as laçadas.
3° carr.: toda em tricô
4° carr.: trabalhar os 11 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 9 em espera.
5° carr.: voltar trabalhando os 11 pontos em tricô.
6° carr.: trabalhar os 12 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 8 em espera.
7° carr.: voltar trabalhando os 12 pontos em tricô.
8° carr.: trabalhar os 13 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 7 em espera.
9° carr.: voltar trabalhando os 13 pontos em tricô.
10° carr.: trabalhar os 14 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 6 em espera.
11° carr.: voltar trabalhando os 14 pontos em tricô.
12° carr.: trabalhar os 15 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 5 em espera.
13° carr.: voltar trabalhando os 15 pontos em tricô.
14° carr.: trabalhar os 16 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 4 em espera.
15° carr.: voltar trabalhando os 16 pontos em tricô.
16° carr.: trabalhar os 17 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 3 em espera.
17° carr.: voltar trabalhando os 17 pontos em tricô.
18° carr.: trabalhar os 18 primeiros pontos em tricô, mantendo os últimos 2 em espera.
19° carr.: voltar trabalhando os 18 pontos em tricô.
20° carr.: trabalhar os 19 primeiros pontos em tricô, mantendo o último em espera.
21° carr.: voltar trabalhando os 19 pontos em tricô.
22° carr.: trabalhar os 20 pontos em tricô.

Fazer 3 carreiras em tricô (direito e avesso) e recomeçar o ponto fantasia.

Seguir trabalhando essa sequência até o comprimento desejado, lembrando que devem ser feitos um número par de repetições do ponto fantasia, para que o trabalho fique alinhado.

No final, trabalhar 3 cordões de tricô (6 carreiras), arrematar todos os pontos e colocar as franjas.


Para esse cachecol, usei um novelo (100g) do fio Premium e agulhas número 5,5.

Beijos!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Broas de Milho



Vou confessar que, hoje, eu estava planejando postar uma receita de cachecol de tricô. Mas o que é melhor do que as roupas quentinhas de inverno senão as comidinhas propícias para esse friozinho?! Então resolvi publicar primeiro a receita dessas broas de milho, deliciosas para se comer com um café quentinho. Que tal? Vamos lá?

Broas de milho

Ingredientes:
1 xícara de chá de margarina
1 xícara de chá de açúcar
2 ovos
1 pitada de sal
2 xícaras de chá de fubá
3 xícaras de chá de arinha de trigo
2 colheres de sopa de fermento químico
1 colher de chá de erva-doce

Modo de preparo:

Bata a margarina e o açúcar até obter um creme. Junte os ovos e o sal e continue batendo.




Em uma vasilha separada, misture a farinha, o fubá e o fermento.

Acrescente a erva-doce ao creme e misture com uma colher de pau. Vá acrescentando as farinha ao creme até obter uma massa moldável.


Faça as broas e asse em forno pré-aquecido, a 200°C, até que estejam douradas.








Quentes ou frias, com café fresco, são deliciosas.
Espero que gostem!
Beijos!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Reciclagem: Caixinha porta-agulhas


Essa caixinha linda da foto já foi caixa de frutas.
Duvida? Dê, então, uma olhada na madeira que meu marido recicla e usa pra fazê-las.



Depois de desmontadas, as caixas de frutas (essas que se encontra em feiras) rendem não só a madeira, como também o pregos e grampos.






E após serrar, pregar, encaixar e lixar, se chega a esse resultado.



Essa da foto é semelhante ao meu porta-agulhas de tricô antes de ser pintado e foi feita para guardar a flauta da minha filhota. Vou postá-la novamente depois que pintá-la, aguardem...




Como a madeira usada é um tanto rústica, achei melhor usar a técnica de pátina riscada, que acaba por disfarçar as imperfeições da superfície.





O passo-a-passo dessa técnica pode ser visto neste vídeo:





Nesse caso, usei um fundo nivelador branco no lugar da tinta base, porque esse tipo de madeira costuma absorver muita tinta.






O detalhe da tampa foi feito com tinta spray aplicada sobre um stencil de acetato.













Ainda falta o verniz, que planejo passar, mas já gostei muito do resultado.

Beijos!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Reciclagem: Porta-trecos de latinhas





Esse porta-trecos super fashion foi o projeto de reciclagem que minha filhota apresentou na escola. Foi pedido que se reutilizasse embalagens que seriam descartadas em casa e, com a ajuda da família, fosse confeccionado um novo objeto.






Como nossa casa tem um pouco de centro de reciclagem, nós já tínhamos algumas latinhas guardadas; utilizamos duas de molho de tomate e uma de pêssegos em calda.











Para a base, meu marido fez uma bandeja giratória, reaproveitando um pedaço de MDF que foi retirado de um móvel que havia sido descartado.









As latinhas foram pintadas e aparafusadas na base.






E o resultado é esse aí!



Legal, né?
Beijos!!!